PESQUISA
O Ministério Público e a Promoção dos Direitos Fundamentais Sociais

Página Inicial

Projeto de Pesquisa

Normas

Jurisprudência

Indicadores sociais

Judicialização do direito
  fundamental à saúde

Bibliografia

Links

Contato
 
PROJETO DE PESQUISA
IBGE - SEGURANÇA ALIMENTAR
ESCALA BRASILEIRA DE SEGURANÇA ALIMENTAR E NUTRICIONAL
 

As citações referem-se ao documento final da pesquisa de segurança alimentar e nutricional do IBGE de 2004, o qual pode ser acessado pelo link a seguir:

http://www.planalto.gov.br/consea/Static/documentos/Eventos/IIIConferencia/PNADSegurancaAlimentar
2004%20VERS%C3O%20FINAL.pdf



“Desde a década de 90 têm sido desenvolvidos, em âmbito internacional, métodos e instrumentos cientificamente balizados para avaliar a Segurança Alimentar (SA) das famílias. A maioria deles baseados em estudos antropológicos e quantitativos realizados nos Estados Unidos, desde a década de 80, o que tem permitido estimativas de prevalência daquela condição”.

A partir de então, diversos países e municípios vêm desenvolvendo seus próprios métodos de investigação da segurança alimentar da população, construindo indicadores essenciais para o direcionamento de políticas públicas de combate à fome e à pobreza. Como exemplos temos, em 1993, a pesquisa aplicada em Queensland, Austrália; em 1995, 1999, 2001 e 2002 nos Estados Unidos; em 1997, no Canadá; em 2000, em Caracas, Venezuela; e em 2003, na Cidade do México.
         
“É importante, finalmente, ressaltar que as escalas aplicadas nesses estudos, além de conter variados números de perguntas, diferem entre si por serem adaptadas às realidades locais. Este processo de adaptação do método no Brasil resultou na elaboração e validação da Escala Brasileira de Insegurança Alimentar – EBIA”.
          
“A escala brasileira é resultado da adaptação e validação da escala do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (BICKEL et al., 2000), a qual começou a ser desenvolvida na década de 80 por pesquisadores da Universidade de Cornell, que utilizaram métodos qualitativos para abordar e compreender a insegurança alimentar e a fome entre mulheres pobres que haviam experimentado essas condições adversas (RADIMER et al., 1992)”.
       
Após os processos de elaboração e de validação em pesquisas preliminares da segurança alimentar, a escala foi aplicada em nível nacional, abrangendo 15 perguntas: nove deles relativos aos adultos moradores no domicílio e seis às crianças. “A cada pergunta da escala, referente ao período de noventa dias que antecedem ao dia da entrevista, são dadas as alternativas de respostas ‘Sim’ e ‘Não’ e, se a resposta é afirmativa, pergunta-se a freqüência de ocorrência do evento nesse período, oferecendo-se as seguintes alternativas de respostas: ‘em quase todos os dias’, ‘em alguns dias’ e ‘em apenas um ou dois dias’”.


Perguntas incluídas no Suplemento de Segurança Alimentar da PNAD 2004 referentes à escala EBIA

 

Perguntas

Moradores tiveram preocupação de que os alimentos acabassem antes de poderem comprar ou receber mais comida

Alimentos acabaram antes que os moradores tivessem dinheiro para comprar mais comida

Moradores ficaram sem dinheiro para ter uma alimentação saudável e variada

Moradores comeram apenas alguns alimentos que ainda tinham porque o dinheiro acabou

Algum morador de 18 anos ou mais de idade diminuiu alguma vez a quantidade de alimentos nas refeições ou deixou de fazer alguma refeição porque não havia dinheiro para comprar comida

Algum morador de 18 anos ou mais de idade alguma vez comeu menos porque não havia dinheiro para comprar comida

Algum morador de 18 anos ou mais de idade alguma vez sentiu fome mas não comeu porque não havia dinheiro para comprar comida

Algum morador de 18 anos ou mais de idade perdeu peso porque não comeu quantidade suficiente de comida devido à falta de dinheiro para comprar comida

Algum morador de 18 anos ou mais de idade alguma vez fez apenas uma refeição ou ficou um dia inteiro sem comer porque não havia dinheiro para comprar comida

Algum morador com menos de 18 anos de idade alguma vez deixou de ter uma alimentação saudável e variada porque não havia dinheiro para comprar comida

Algum morador com menos de 18 anos de idade alguma vez não comeu quantidade suficiente de comida porque não havia dinheiro para comprar comida

Algum morador com menos de 18 anos de idade diminuiu a quantidade de alimentos nas refeições porque não havia dinheiro para comprar comida

Algum morador com menos de 18 anos de idade alguma vez deixou de fazer uma refeição porque não havia dinheiro para comprar comida

Algum morador com menos de 18 anos de idade alguma vez sentiu fome mas não comeu porque não havia dinheiro para comprar comida

Algum morador com menos de 18 anos de idade alguma vez ficou um dia inteiro sem comer porque não havia dinheiro para comprar comida





Voltar

 
Rua Sete de Setembro, 1133 - Centro - Porto Alegre/RS - CEP: 90010 191 - Fone: (51) 3216 2000 - Fax: (51) 3216 2222